O REINO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!  

Amar ao Próximo como a Si Mesmo e a Deus sobre Todas as Coisas! Essa é a Lei do Perdão!

A Lei de Causa e Efeito! Quem Perdoa Ama de Verdade!

Translate this Page

Rating: 3.8/5 (3202 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página



 

super bowl 2021 live streaming


Total de visitas: 892928
ADJUNTO DE JUREMA! ADJUNTO DO JAGUAR!
ADJUNTO DE JUREMA! ADJUNTO DO JAGUAR!

COMANDANTES CAPELINOS!

O REINO CENTRAL!

O COMANDO DE CAPELA EM AÇÃO PARA O CUMPRIMENTO DE UMA MISSÃO!

 PROJEÇÕES DAS FORÇAS!

ELÍPSE! PONTO DE CAPTAÇÃO/DISTRIBUIÇÃO DE FORÇAS!

DAS SETE ESTRELAS ENCANTADAS!

ORÁCULO DE AGLA KOATAY 108! TIA NEIVA!

Comandantes Janatã! 

CABINA DE TIA NEIVA!

EU VIM PARA ENSINAR! NÃO PARA CORRIGIR! 

TAPIR EM PROJEÇÃO!

Tapyr é a plataforma espacial de onde são projetados os Raios dos Oráculos de Simiromba, Olorum e de Obatalá, que vão compor a Corrente Mestra, fluindo pela Pira, no Templo, indo até o Radar e, depois, se desenvolvendo pelo Templo. A ligação é constante, pois Tapir funciona como potente dinamizador das forças espirituais, direcionando e dosando estas forças na medida das necessidades dos trabalhos e de acordo com o potencial de cada médium que faz na Pira sua Preparação. Ali, se projetam diretamente do Campo das Morsas, em Tapir, forças curadoras e desobsessivas que abastecem o médium, através de suas morsas as cruzes nas mangas; de acordo com suas possibilidades de trabalho.

 MINISTROS DE ORIGENS 

Ministro é um espírito de alta hierarquia, um Espírito de Luz, que assumiu a responsabilidade de com seu povo realizar uma, ou mais missões na Terra. Estas missões são variadas e diversificadas, originadas em encarnações e compromissos transcendentais, e reúnem espíritos afins, para poder evoluí-los e resgatar carmas adquiridos por suas ações em grupos que conviveram em outras épocas e em outros lugares. Representado por um Adjunto Arcano, o Ministro flui sua força por todo o seu povo; ajudando e reforçando os trabalhos que se façam necessários para a evolução de cada componente, em particular, e do seu povo, como um todo. O foco da energia emitida pelo Ministro é na Cassandra (*), e se projeta, com maior intensidade, na incorporação do "Padrinho do Adjunto".

CAMINHOS DE ORIGENS 

Ao cursar na espiritualidade a minha necessidade maior de escalar aos degraus do astral inferior era aprender respeitar para resgatar débitos cármicos e um dia acender um dia à “VIDA ETERNA” para obter perdão do seu mundo espiritual; e no decurso desse tempo, que eu considero muitíssimo proveitoso! Aproveitar um pouco desta grande oportunidade de aprendizado, foi a minha especialidade em graduação de forças e de amor, para me tornar melhor e um pouco mais humilde guiado pela razão. Aceitar humilhação não é humildade. Aprender a discernir e diferenciar na química da Ciência Cósmica e Etérica o que é matéria e antimatéria; errado do certo, mentira da verdade. Força em Harmonia, da Turbulência, a Paz, da violência, a maldade, da bondade, Ódiar do Amar. Aprender a Comungar com o Pai Celestial! O Pai deste Universo, o Criador! E conjugar e compreender os verbos “DECANIZAR”! ERUDITIZAR! UNIVERSALIZAR E SENHORIZAR! “DEUS”! Foi-me muito proveitoso esse aprendizado que levou a editar o “LIVRO”: “A Centelha de LUZ”. O Ministro é um espírito de alta hierarquia um Espírito de Luz, que nos rege  com a responsabilidade de raciocinar no seu compromisso para realizar uma ou mais missões em busca de resgatar carmas de encarnações e compromissos transcendentais, que reúnem espíritos afins; para poder evoluí-los. Representado por um Adjunto Arcano ou Regente; o Ministro flui sua força para todo o seu povo reforçando nos trabalhos que se façam necessários para sua evolução e de cada componente, em particular o foco da energia emitida pelo Ministro de Povo é na Cassandra.

Primeiro Mestre JAGUAR e Tia Neiva!          

Formação de Adjuntos
 
 A ESTRELA CANDENTE!

A ESTRELA CANDENTE!

ADJUNTO DE JUREMA! ADJUNTO DO JAGUAR! 

História: Adjunto de Jurema "ADJUNTO DO JAGUAR"!

ADJUNTO DE JUREMA! É um Adjunto do Oráculo de Obatalá, que rege as Forças desobsessivas projetadas por Obatalá, em conjunto com as forças, de Olorum e Simiromba, constroem à Raiz do Amanhecer, que forma o Oráculo de Koatay 108, pela junção das Forças da Terra e do Céu, ou seja, de Xangô e Pai seta Branca.

REINO CENTRAL! É a Força Reunião dos três Oráculos: Simiromba, Olorum e Obatalá, Quando um, mestre se coloca como representante do Reino Central como "COMANDENTE JANATÃ", a Força que manipula é grandiosa, se não estiver bem equilibrado, em perfeita sintonia, cumprindo a Lei, pode ser um grande desastre o seu comando. É uma grande missão, mas o mestre deve ser consciente e saber se está em condições de manipular tão gigantesca energia. Senão, arrisca-se muito.

GRANDE ORIENTE DE OXALÁ! É o Oráculo de Obatalá. Oxalá é um espírito de alta hierarquia, que está muito próximo do Nosso Pai Celestial.

Ilumina e vibra na corrente Oriental do Amanhecer, ajudando Koatay 108 a preparar o seu Povo, através de transformações Iniciáticas, e formando o Oráculo do Amanhecer, em conjunto com Simiromba e Olorum.

 A HIERARQUIA DE UM ADJUNTO!

O Adjunto é um espírito capelino é um grande iniciado regido por um comando estelar e ao observar o espaço sideral não é difícil fazer uma simples analogia espiritual e enxergar a grandeza espiritualizada que ao criar esse universo: Deus expôs a sua criação em completa harmonia e perfeição. Nessas criações em presença há espírito em todos os corpos celestes que se movem são os seres moventes ou seres animados; os seres que não se movem são corpos inanimados ou inertes, isto é sem vida. Por isso, só há vida num corpo enquanto ele está em movimentação por quaisquer ordens natural do criador universal. A falta de conhecimentos e consciências espirituais de vidas transcendentais faz com que o ser vivente negue a vida ao próprio corpo, porque sem a presença do espírito; o corpo não respiraria e por tanto quem dá vida ao corpo é o espírito. A vinda de um espírito medianeiro de um médium espiritualista perfeito: O Mestre Jesus! Que incorporava o espírito do “CRISTO”! Em perfeita Sintonia com Pai Celestial! “O Decano Erudito Universal e Soberano”. O Deus Pai Todo Poderoso! “Que praticavas e praticas as “CURAS” através dos “ANJOS e SANTOS ESPÍRITOS”. Havia e nele a perfeita Soberania e Sabedoria para o discernimento do que é certo e ou errado e equilibrar aos mundos das matérias e da antmatéria para dar vida e ou morte aos corpos das criaturas que de tempos em tempos partiriam em missões a ser cumpridas em Redenções de Expiação e Provas. Os Homens, pobres homens! “Há homens infelizes, pobres miseráveis que se apoiam em falsas ideologias”...! As Leis de Deus são imutáveis e si cumprem no eterno...! Esses homens si furtam e praguejam os Divinos Espíritos. Si acham prontos para julgar, condenar e tiranizar por si só e si condenam; porque não é permitido por JESUS” ao homem fazer o julgamento e condenação do teu semelhante.

 Os Sete Planos!

Na Terra existem sete planos, divididos, cada um, em sete subplanos, através do qual evolui o Homem. O Primeiro Sétimo é o plano da Natureza, onde transita a vida animal; o Segundo Sétimo é onde o Homem sem ter desenvolvido seu plexo iniciático, faz sua jornada; após desenvolver sua mediunidade e receber a Iniciação, o Homem penetra no Terceiro Sétimo, abrindo seus chakras e manipulando grandes forças curadoras e desobsessivas. O Jaguar parte do primeiro subplanos do Terceiro Sétimo; os Trinos partem do terceiro do Terceiro Sétimo.

Nosso querido Pai Seta Branca falou o seguinte em 31 dez 1978: “Ouve a voz que te rege no cumprimento desta missão, deste Terceiro Sétimo, porque, filho, o teu sacerdócio exige que sejas o talismã da Vida, o medianeiro de todas as forças. Filho querido não deve temer as grandes revelações, os abismos que irão se abrir, descobrindo seres que, arremessados pela tua força, se extrairão da Terra em busca de amor! Verá, filho, fluxos de Luz que, também extraídos da tua energia, virão trazer-te a cura, para a tua evolução. Somente com a conduta moral doutrinária, do teu Sol Interior poderás emitir todo o Bem na Luz deste Amanhecer. Todo o Universo ouve o teu sagrado juramento, que fizestes com as seguintes palavras: Oh, Senhor, fira-me quando o meu pensamento afastar-se de Ti! e mais, ao tomar o cálice: Este é o Teu sangue! Ninguém, jamais, poderá contaminar-se por mim! De Deus terás tudo por estas palavras! Felicidade, filho, neste Terceiro Sétimo.”.

Tia Neiva falou o seguinte em 9 de outubro de 1979!

Salve Deus! Meus filhos! “A energia que sobe do primeiro para o terceiro plano, que eu conheço nos meus olhos de clarividente, é uma única, exclusivamente, que é a do Jaguar consagrado, que emite até sua Legião, na linha do auxílio, para beneficiar outros da mesma tribo”. Isto é, a energia que o Mestre Jaguar desenvolve na emissão, ou melhor, emite em seu canto, é captada nas pequenas estações de sua Legião para o serviço em socorro dos grandes vales da incompreensão, dos necessitados em Cristo Jesus. Esse pequeno posto que eu, Jaguar, emito, é o meu Terceiro Sétimo, é o que é meu, é o que dispõe a minha abertura e dos demais que precisam de mim. Digo, em nome de qualquer emissão do mestre consagrado. Toda força decrescente de um Adjunto segue pelo que é seu, o seu Aledá, seu posto de receptividade na linha do seu Adjunto. Se eu tiver eu sete raios na linha de Koatay 108, em minha linha decrescente autorizada, crio aos poucos a minha estação, o que é meu, o que me cabe, por Deus. Aos meus esforços, ao meu amor, ao meu plexo em harmonia. Isto é o meu Aledá, que servirá aos meus dependentes no mesmo conjunto de forças.

Um só Aledá de pequenas estações, na proporção do meu amor, que é a harmonia dos três reinos de minha natureza, que é o meu Sol Interior. Na conjunção de um Adjunto, vou também emitindo e edificando a minha estação, o meu Aledá. Por que podemos perguntar somente um Adjunto consagrado tem seu povo decrescente? Somente um povo decrescente consagrado em uma força poderá emitir a sua energia no que é seu, digo, no posto, na Legião originalizada, na amplidão do que é seu o seu Aledá, o seu Terceiro Sétimo. Não há condições de um mestre sem as suas devidas consagrações atingir o seu Terceiro Sétimo. As hierarquias o obrigam, uma vez que tudo é ciência, precisão e amor. Mesmo porque a receptividade ou energia dessa natureza na qual estamos é extraída da força extracósmica que reina nos três reinos da nossa natureza. E grandeza mesmo é o que meus olhos de clarividente, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, têm registrado: são as chegadas dessas forças das origens, onde quer que haja a necessidade, porque essa força energia vital é a libertação do espírito a caminho, é o alimento que arrebenta as correntes dos acrisolados das vibrações pesadas da Terra. Salve Deus!

 

CARTA DO ADJUNTO

Salve Deus!  Meu Filho Adjunto Koatay 108: No Templo curando todas as moléstias, evitamos, muitas vezes; a morte, e chegamos à velhice. Porém, na eternidade pessoal, sem poder matar as transformações de uma existência, é acrisolado na ciência do movimento perpétuo, que é a ciência da Vida. Filho, tudo se renova e se opera pelo equilíbrio da mente. O acrisolamento de um espírito, além da Vida Física, é tão terrível como as enfermidades do corpo.

Meu Filho, Adjunto; sem a pretensão de te fazer um Monge, e ou, um Robô místico, vou te descrever as pequenas obrigações de um Ativo Adjunto:

- Tornar-se um perfeito cavalheiro e aprender a dar o devido respeito aos outros.

- Não passar simplesmente de um religioso acomodando-se nas maravilhas do misticismo.

- Aprender a ser tolerante mesmo diante da provação dos cobradores.

- Seguir os princípios do Santo Evangelho e suas revelações, fixando-se nas comunicações reveladas.

- Não causar ansiedades para os outros, pelas ações de teu corpo, pelos pensamentos de tua mente, e ou, por palavras.

- Não se identificar falsamente com grosserias, se fazendo de melhor, abusando de tua autoridade.

- não se apegar a nada que te faça sofrer.

- Procurar assumir teu compromisso de família com Amor, mesmo à distância dos mesmos ou quando, por incompatibilidade, te afastares de esposa e filhos.

- Discernir entre o que é importante e o que não é: ser firme como uma Rocha, quando à frente tiver que decidir entre o bem e o mal. Esforça-te para averiguar o que vale a pena ser feito, não usando, em vão; as tuas armas.

- Não entregar a tua alma à fatalidade, que é a verdade infernal, possessões das fatalidades almas enfraquecidas, sem Fé em Deus. Estamos com duas Espadas, com que podemos nos defender. Filho, o segredo das Ciências Ocultas é o da natureza mesmo: é o segredo da geração dos Grandes Iniciados e dos Mundos de Deus. Os Grandes Talismãs da Vida; a substância criada é chamada Atividade Geradora. A manipulação do fogo na Mirra, Sal e Perfume.

- Evitar a disciplina relacionada com os Outros. Lembra-te sempre que, enquanto tiveres um corpo material, terás que enfrentar as Forças do teu Plexo Físico; nascimento, velhice, doença e morte. Não devemos apegar a nada além das necessidades da Vida Física.

- E para melhor servir em tua hierarquia, criar uma personalidade em frente das Três Portas da Vida Iniciática: sem Ironia, e com distinção dos que Respeita; amando. A tua Missão é o teu Sacerdócio.

Na Doutrina Espírita, a fé representa o dever de raciocinar, com a responsabilidade de viver, porém, com amor no equilíbrio do seu SOL INTERIOR. Sim, meu filho, O SOL, a nossa vida por Deus constituída. Porque o SOL INTERIOR é formado pelos três plexos no REINO CORONÁRIO. Sendo corpo físico, devemos estar sempre compreendendo os nossos instintos da carne do reino físico. No PLEXO ETÉRICO, ou PERESPÍRITO, “A nossa alma ou micro plexo”, quando bem sintonizado, se desprende do corpo e parte em busca dos nossos desejos. Se estivermos em perfeita sintonia com Deus, ela vai até o CÓSMO, nos traz força e energia, formando o nosso SOL INTERIOR. Tudo dependerá de nós sabermos harmonizar estes TRÊS REINOS de nossa natureza: AMOR, HUMILDADE e TOLERÂNCIA. A nossa responsabilidade é grande demais pelo compromisso que assumimos nos planos espirituais para sermos o socorro final nesta nova era.

Meus filhos farão de nossa missão o nosso sacerdócio. Jamais irei exigir nos vossos aparelhos, os anjos do Céu, porém, irei sempre às matas de XINGU em busca das mais puras ENERGIAS, para o conforto e harmonia da cura do corpo e do espírito, e desenvolvimento material de vossas vidas.

Força de XINGU é força vital, extracósmica.  A LEI FÍSICA QUE NOS CHAMAM À RAZÃO É A MESMA QUE NOS CONDUZ A DEUS.

Não somos políticos, porém, temos como obrigação obedecer às leis, cumprir com dignidade o que nos regem os nossos governantes de nossa Nação. Não vos considero como tradicionais espíritos das mesas de KARDEC ou dos LUMINOSOS TERREIROS; concebo-vos preparados, MAGOS DO AVANGELHO no LIMIAR DO III MILÊNIO. Existe um Céu espiritual ao nosso alcance. Existe outra natureza que está além da manifestação habitual que conhecemos que só mesmo as heranças transcendentais nos levarão a VIDAS ALÉM-CARMA. Rogando a Jesus, a quem entreguei os meus olhos, pelo vosso amor. A Mãe em Cristo. Tia Neiva! Salve Deus.

Vale do Amanhecer, 11 de setembro de 1977.

Carta da Individualização do Jaguar!

Salve Deus! Meu Filho Jaguar!

É com amor que faço esta carta, e sempre pedindo a Jesus que me esclareça ao seu lado, com a força para ser entendida. Filho, aqui temos a demonstração do verdadeiro significado da mente sobre o extra-sensorial. Governamos a mente e as emoções, alteramos, revolucionamos e modificamos as chamas vitais.

Sim, filhos já nos desenvolveram através das sete raízes. Tudo isso parece, filho, muito distante de teu alcance. A realidade é o Jaguar, que está trazendo para mais perto a visão de um quadro total. O Jaguar, o Homem que foi individualizado em dezenove encarnações.

Provamos, sempre, que Doutrina, somente a doutrina, é a bagagem real deste mundo para outro. Porque, filho, mesmo que eu viva com os espíritos, converse com eles, e entrasse em um Disco Voador a sua linguagem, sem o amor de uma Doutrina em Cristo Jesus, nada me iluminaria, senão a Missão de um comportamento religioso.

Sim! Filhos, não pensem que muitos cientistas já não viram alguns fenômenos. Viram sim, viram mesmo, porém, sem sabê-los analisar. Sem Amor, ou sem querer baixarem-se de sues velhos princípios, deixaram-nos de lado e foram cumprindo o seu dever.

Porém! Filho, nós não podemos criticá-los. Em uma de nossas vidas passadas já pagamos o nosso tributo.

Foi no Ano 80, mais ou menos, quando uma linda tribo vivia na mais perfeita harmonia. Eram filhos do Sol e da Lua. Os grandes ensinamentos vinham por intermédio do Grande Equitumã; vindo de Cristo Jesus. Eram espíritos individualizados, que traziam a sua linguagem espiritual. Esta tribo se deslocara de diversas partes deste Universo Etérico e Extra-etérico, e aqui, no seu mundo feito de pedras, eram vidas, vidas que andavam em busca das conquistas e levavam à frente a Ciência dos Tumuchys.

Formavam uma poderosa tribo, com a Experiência dos Ramsés e as comunicações dos grandes ancestrais. Formavam um poderoso Sacerdócio. Numara, o grande sacerdote, enfrentava os mais árduos caminhos. Sua Força Mediúnica e Doutrinária já dominava o poder magnético das Cabalas e, abençoavam aquele povo. Eram feitos grandes preparativos, e as grandes Amacês baixavam por ali e, à distância, falavam com voz direta e ensinavam os Poderes Magnéticos, materializavam objetos; matas lindas, e afastavam as feras perigosas que tanto assombravam aquela tribo. Porém, o homem, quanto mais tem, mais exige. Lindo! Lindo, é o que podemos dizer...!

Aqueles homens se amavam. Lindos casais se uniam, pelas bênçãos das Amacês. Os homens daquela tribo, apesar de serem Equitumãs, Ramsés e audaciosos Cavaleiros Verdes, vivam cento e vinte a até duzentos anos. Tinham o prazer de ver seus filhos em harmonia. As amacês a união da Família e o verdadeiro Amor.

Porém, Numara insistia em suas experiências. Queria que fossem normais os seus encontros com as Amacês, e era o mais teimoso dos sacerdotes, com toda a harmonia, guardavam aquele povo. As Amacês mandavam que todos saíssem de suas casas e, com riscos profundos e luminosos, deixavam tudo iluminado: as montanhas, onde tivesse pedra. Dali se comunicava por outros cantos e com outras tribos. Ali se avizinhavam muitas tribos.

Porém, Numara era a grande Civilização de conhecimentos eletrônicos, ou melhor, NUCLEARES. Com a graça das Amacês, foi tecido um Macacão, ao qual se dava o nome de Anodai. Tudo canalizado voava pela energia do Sol e, deixado na Cabine de controle, ali recebiam, também, sua rota. Menos sofisticada do que hoje, porém muito eficiente.

Eram Jaguares destemidos, eram homens-pássaros, que voavam e se estendiam por toda a parte da América. Em todo o continente, estátuas enormes e iluminadas destacavam a terra dos homens-pássaros. Tudo era de acordo com as Amacês. Nada mais posso dizer filho, sobre o que aquela gente fazia.

Porém! Numara já estava velho e não ensinava sua Ciência. Também, esta tribo sempre foi displicente, principalmente naquela era. Vinham, recentemente, de um mundo de agressão.

Sim! Filho, água e areia: faziam fôrmas e as enchiam e as enchiam com este material. Secavam com a energia atômica, e ponto de fazerem grandes estátuas de seus sacerdotes. E, por baixo das mesmas, guardavam seus objetos de voar. Eram tubos, tubos fininhos, que guardavam todo o magnético atômico, que lhes cobria o corpo. Foi uma grande metrópole, mística e de um povo refinado.

Porém! Numara tinha como única preocupação tirar o que mais pudesse das Amacês, apesar de muito as Amar e Respeitar. Era um dia de festa, e todos anunciavam os festejos. Era uma noite de luar, na triste noite nefanda... Os se desencontraram, desintegrando tudo o que fosse vida. Foi uma triste experiência...

Depois! Filho, nas aulas, vai explicando os “porquês” desta ausência dos aparelhos de Capela.

Não é possível atravessar o Nêutron sem que haja o perigo de explosão. Aos poucos, tudo se cumpre como Deus quer..!

E, pelos olhos que entreguei a Jesus e pela verdade, fiz esta carta, com Amor em Cristo Jesus. Com carinho, a mãe. Tia Neiva.

Vale do Amanhecer, 21 de novembro de 1981.

 Consagração de Tia Neiva em Ágla Koatay 108!

A CLARIVIDENTE TIA NEIVA É CONSAGRADA À AGLA KOATAY 108!

Meu Filho Jaguar! Salve Deus!

Sabemos que existem muitas mediunidades, porém, o Doutrinador e o Apará são as bases para seguir a missão. Sem o desenvolvimento de desses aspectos nada é feito no Plano Iniciático. Muitas vezes eu me vejo em situações difíceis, para depois ver um médium se acomodar, acomodando-se em sua mediunidade. Todo homem tem sua missão na Terra e, geralmente vem com seu plexo aberto para cada missão. É possível, também, completar seu tempo em uma e se voltar para outra missão, com muito cuidado, porque cada desenvolvimento desenvolve, também, o seu plexo nos três reinos de sua natureza. Naturalmente, é desenvolvido de acordo com a sua missão. Resumindo, veremos que o plexo nervoso é um universo perfeito, em miniatura. É o plexo mais dinâmico de nossas emoções. No fundo, é quem governa todos os nossos desejos, e é coerente com a vida na Terra: vida, nascimento e morte. É condensado em células vivas. Os plexos regulam os movimentos, sem participação do cérebro, automaticamente, por impulsos vindos dos plexos correspondentes. Os plexos influenciam o ritmo da vida psíquica, fazendo, sempre, as suas modificações quando se deslocam um sobre o outro.  E isto acontece pelo desenvolvimento e pelas consagrações.

O médium desenvolvido não deve ficar muito tempo fora da Lei do Auxílio, pelo perigo de adoecer. O trabalho e os seus sentimentos são o que alimentam todos os casos do sistema nervoso. O veículo do recebimento desta força armazenada no centro apropriado que é o plexo, emite, também, nos órgãos internos, segundo sua necessidade momentânea, na concentração das forças centrifuga e centrípeta. Eis porque não tenho medo de mistificação destes aparelhos benditos de Deus. Seus bônus são luminosos porque fluem dos seus plexos, que reserva, também, o seu Sol Interior de suas três naturezas. Isto diz do Doutrinador e do Apará. É reparado, filho, que as iniciações são bem diferentes: cada mediunidade é regulada à sua faixa, que são também, as doze chaves do Ciclo do Evangélico Iniciático, após receber o mercúrio significativo, Sal, Perfume e Mirra.  Tal é a origem desta tradição cabalística que compõe toda a Magia em uma só palavra: CONSCIÊNCIA!

Traduzir este conhecimento é ter a chave e estar a caminho de Deus. E só nos colocamos a caminho de Deus no Segundo Verbo, que é a palavra realizada por ATOS na linha do Amor e na  linha do desespero. Por exemplo: eu estou no Segundo Verbo,  sou uma AGLA. E só podemos nos dar ao luxo de ser uma AGLA quando temos consciência de todas as coisas e passamos pelas dores da Terra. Filho: no dia em que fui consagrada como Koatay 108, não tive tanta emoção, ou não foi igual, àquele quando do meu ingresso no Segundo Verbo AGLA. AGLA! Gritaram! AGLA KOATAY 108! Vou morrer! Pensei. Não é possível! Tive medo da regressão, lembrando-me da s palavras dos sábios: Não farás o que a Natureza não faz, e a Natureza não o que tu poderás fazer! Confiamos a ti todas as Iniciações dolorosas, e nos devolveste obras de ATOS. Pronunciamos cabalisticamente o nome AGLA porque sofrestes as provas da Iniciação. Vire-se para o Oriente, porque tens o poder de três raízes na figura de Koatay 108, do Grande MORGANO 108; o Grande Talismã MORGANO 108!

Sim, filho, mesmo as grandes Iniciações têm as suas regressões, às vezes muito maiores que as nossas. E na Magia de Nosso Senhor Jesus Cristo a única que eu conheço e que também não aceita interferências, há regressão, mesmo pela dor cármica. Ao Iniciado de Nosso Senhor Jesus Cristo não é admissível, no mundo cabalístico, dizer que cometeu desatinos levado por correntes negativas. CONSCIÊNCIA é a palavra... Se a consciência falhar, entra no quadro de regressão, porém, sem qualquer prejuízo do destino traçado aqui na Terra. Semente a esquizofrenia dá este direito, porque os esquizofrênicos recebem pelo seu triste compromisso. O esquizofrênico é atingido em seus dois sistemas: cérebro-espinhal, que serve as ações e movimentos controlados pela perispírito, e o vago-simpático, que realiza as funções da vida vegetativa. Somente os grandes cientistas voltam com este compromisso, para desafiar sua ciência sem a ciência de Deus. Porém, ainda não conseguiram, porque sem Deus, o homem não se encontra senão sua esquizofrenia. Em resumo: o iniciado, que fez sua consagração consciente, só irá errar se for esquizofrênico. Estaciona, porém, não regride. A regressão repito não tira nada físico e não muda o curso da vida. Apenas, perdendo sua proteção, o mesmo sofra mais, uma vez que a proteção o vinha ajudando.

Chamamos desagregação de afeto à estabilidade das contínuas renovações das células. A força de energia, força magnética, que muitos homens possuem em abundância para grandes curas e que, apesar de tudo que aprenderam se deixaram ficar em seu bem-estar até que o potencial se acabe. Salve Deus, filho! Aos poucos vou mostrando os comandos da Magia Cabalística. Não reparem esta cartinha, estivar confusa. Estou aproveitando as horas aqui no hospital, com o pensamento sempre voltado para o meu filho em Cristo Jesus.

PRIMEIRO MESTRE JAGUAR TRINO ARAKÉM!

 PRIMEIRO MESTRE JAGUAR DO ADJUNTO DE JUREMA!

 COMANDANTE DO 3º7º! DO

 "ORÁCULO DE ÁGLA KOATAY 108! TIA NEIVA!"

AQUÍ É O COMPLEXO DOUTRINÁRIO: ESTRELA CANDENTE! QUADRANTES E PIRÂMIDE!

Salve Deus! A Clarividente! Tia Neiva quando recebeu a sua Consagração na automagia de Nosso Senhor Jesus Cristo! Foi levada por Humarran ao Oráculo de Simiromba o de Pai Seta Branca recebeu o direito de trazer para a terra a Estrela Candente! E de formar os Trinos, que seriam os representantes das nossas Raízes. É um trabalho a "CÉU ABERTO"! O ritual da Estrela Candente consta do Livro de Leis e Chaves Ritualísticas. O conjunto é chamado Solar dos Médiuns! "O Conjunto da Estrela Candente! Simboliza a Grande Jornada das Forças Civilizatórias que Envolveram o Período Histórico das Grandes Civilizações que Precedeu a Nossa Época". Remonta séculos! Aconteceram Grandes Períodos Civilizatórios e Eventos Históricos! Babilônicos! Himalaias! Macedônicos, Egípcios, Gregos, Espartanos, Romanos! A Era Crística na sua plenitude da Vida de Jesus e chega até aos nossos tempos e Dias Atuais. Mãe Yara! Mãe Yemanjá e as Princesas do Adjunto de Jurema ali estão representadas para facilitar a ligação mental do Jaguar ao Mundo e às várias épocas.

No conjunto inclui-se a Pirâmide, para obtenção das Energias acumuladas nessa Época e naquela região do planeta. Inclui uma cachoeira e uma estrela de seis pontas, formada por dois triângulos equiláteros cruzados, invertidos, um Amarelo, onde se projetam as forças do Sol, e outro Azul, sob a influência da força da Lua: no meio a elipse, o mais possante "Portal de Desintegração de Forças Pesadas Negativas. Cada detalhe ou cada divisão define uma linha de força e do tempo. Todas se unindo e reunindo no trabalho da Estrela Candente, que faz integração por Cavaleiros e Guias Missionárias conduzindo os espíritos para a Estrela Candente; Para no momento iniciático fazer a desintegração das corrente pesadas negativas que é proporcionada pela elevação cabalísticas dos Doutrinadores desses espíritos de alta vibração negativa. Que por sua ferocidade não passam em trabalhos em atendimento mediúnicos no Templo. Neste complexo com a desintegração de suas energias pesadas negativas os espíritos são reitegrados aos planos espirituais superiores.

A manipulação acontece a princípio, nos Planos Espirituais Superiores, direcionando feixes de energia luminosa que irão beneficiar hospitais, presídios e muitos órgãos governamentais, locais onde se formam grandes nuvens de cargas pesadas, onde convive com os encarnados uma grande concentração de espíritos obsessores, com destaque para a legião dos Falcões Negros! Espíritos de elevadas cargas pesadas negativas. As três consagrações são realizadas todos os dias, sendo denominadas como uma Escalada. Koatay 108! A Clarividente se preocupou muito com a perfeita execução do ritual, pois envolve forças grandiosas de extraordinário poder. Que se deslocam para o benefício da coletividade, levando a Luz para os que estão sujeitos à ação das grandes falanges das Trevas.

Obedecendo rigorosamente aos horários, quinze minutos antes da hora prevista para a Consagração, o comandante aciona a Sirene e solicita que os Médiuns que vão participar dos trabalhos se reunam na parte iniciática. Neste momento a Amacê projetada na Estrela Candente emite poderosa energia! Abaluê formando o maravilhoso arcoíris! Pelos diversos padrões vibratórios de que é portadora envolvendo o recinto, partindo do lado esquerdo da Cabine de Comando, contornando os limites da Estrela, dos Quadrantes, chegando até à Pirâmide, de onde retorna, margeando o Lago de Yemanjá e voltando à direita da Cabine sob o comando de "OXUM MARÊ"! O Orixá Xangô, que tem o poder das Forças da Terra faz a imantração protegendo todo o recinto da Estrela de qualquer interferência externa.

Os pacientes! Pelos comandantes são vestidos com as capas que vão protege-los de qualquer emanação pesada negativa, e são conduzidos aos receptores da Estrela. Se houver número de pacientes que excedam a capacidade dos Receptores, eles deverão ser deixados nos bancos onde fica formada a fila dos pacientes. Cinco minutos antes de iniciar o trabalho, o Comandante faz uma breve harmonização e pede alguns minutos de concentração. Nesse momento, todos devem evitar qualquer movimentação ou conversas, por que a Amacê emite as Cassandras de forças (Catuso Muruã), que vão espargindo energia luminosa sobre as cabeças dos médiuns concentrados, preparando suas mentes de acordo com a sua harmonia. Iniciando o ritual, o Comandante pede que, dentro da ordem hierárquica, seja formada a fila de Pai João de Enoque que forma a corrente magnética para o Coroamento.

Os médiuns já aguardam o início do trabalho formando a fila, mas é preciso que estejam em harmonia e deixem espaço para aqueles que, por sua hierarquia e prioridade tenham posições à frente dos demais médiuns. O Regente Sol e o Regente Luz, o Regente Lua e o Regente Lua Sublimação, todos com suas ninfas nunca aponas, seguidos pelos Trinos, Arcanos e Presidentes de Templos Externos do Amanhecer porventura presentes. Obedecendo à ordem de fazer o Coroamento, a fila de mestres se desloca lentamente até à frente do "Oráculo de Simiromba! Na Cabine" enquanto as ninfas sobem a rampa iniciática e se posicionam diante da escada.

Os mestres que estão no comando descem pela passarela de tapete azul, enquanto suas ninfas os aguardam no alto da escada, e fazem a reverencia a Simiromba à frente da Cabine. Em seguida, sobem pela passarela tapete verde e ao chegarem ao penúltimo degrau passam para a passarela tapete vermelho e tomam suas respectivas ninfas pelo lado direito e mãos direitas ficando a ninfa do seu lado esquerdo. E do lado esquerdo tomam suas pelas mãos esquerdas caso seja um médium ajanã e descem pela passarela tapete vermelho tornando a subir pela rampa indo fazer a ionização nas cabines do anoday/sal e anodai/perfume. Após se ionizarem com o perfume retornam à Cabine mestra. Logo após os comandantes terem pedido a permissão de Pai Seta Branca no Oráculo/Cabine para fazer o coroamento; os mestres fazem a reverência dizendo: "Meu Senhor e Meu Deus"! Fazem a reverência e sobem pelo tepete verde e no penúltimo degrau dão as mãos às ninfas e descem pelo tapete vermelho e continuam de mãos dadas até chegarem à altura do início da rampa compondo o cortejo que segue até diante da Cachoeira. Neste ponto, há uma marca, onde Sol se posiciona ao lado esquerdo do Lua fazendo a reverência ao Povo de Cachoeira e prosseguem subindo a rampa lateral esquerda a esquerda do Radar e com as suas mentes em harmonia e elevadas à Jesus.

Os médiuns emitem forças centrífugas, por seus ectoplasmas, e recebem forças centrípetas, emitidas pelas Cassandras, que continuam circulando e diante de mãe Yara fazem a reverência, o médium Lua atrás do médium Sol. Quando o cortejo chega ao centro do "RADAR DA CACHOEIRA" sobre as águas, o Regente Sol se posiciona no centro e faz sua Preparação como se faz na "PIRA". Reverenciam às forças em projeção. O doutrinador reverencia as forças da Lua e apará à força do Sol neste momento estão pedindo permissão para entrar para o "CANAL VERMELHO"! Dimensão em que é realizada a Consagração da "ESTRELA CANDENTE". O mestre Sol dá um ligeiro toque com a mão esquerda nas costas da mão direita do mestre Lua ao fazerem a reverência fazendo a ligação e a interligação das correntes magnéticas. 

Os demais médiuns ficam aguardando na entrada da ponte. É preciso entender que desde o início do coroamento, não deve o médium conversar, brincar, e nem mesmo sair da fila para beber água. Com o coroamento, vai-se formando uma fila magnética, onde o médium já está trabalhando com todos seus chakras, emitindo e recebendo forças necessárias ao seu efetivo trabalho, consciente cada um receberá de acordo com a sua harmonia de seu Sol Interior.

Terminada a abertura do trabalho, com a emissão da prece de Simiromba! O cortejo prossegue cada par a fazer a reverência no centro da ponte, colocando-se a Lua à esquerda do Sol "esta posição devem ser repetida pelos médiuns no "PORTAL/TURIGANO", no "ALEDÁ DA PIRA", na parte de trás da "MESA EVANGÉLICA" e na frente do PORTAL/TURIGANO". Ao encerrar o trabalho o mestre reverencia-se à sua força de origem doutrinária apará e doutrinador ou Lua/Sol e sai do "CANAL VERMELHO". Quando o Regente Sol passa pela Cabine, o Comandante inicia a Prece Luz e dois comandantes se colocam à frente do cortejo, que vai se ionizar. Nova força Cassuto é emitida pela Amacê, que vai se juntar à primeira Cassandra a Catuso Muruã, projetando nos médiuns que fazem a anodização. Para tomar o sal, os comandantes organizam grupos de 3, 5 ou 7 pares conforme a Lei da consagração.

Os Regentes formam o primeiro grupo, e, após terem se servido do sal, abrem seus plexos e emitem junto com o Comandante: “Hó! Simiromba meu Pai! Conceda-me a graça deste Anodaê de humildade, tolerância e amor, que irá impregnar todo o meu ser! Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo! Salve Deus!”. Ao chegarem à cabine do perfume: tocam-no com os dedos polegares e molham seus chackras temporais e abrem os plexos emitindo, junto com o Comandante! “Hó! Simiromba meu Pai! Me consagre e me ionize de todo e qualquer mal!” Salve Deus. Isso faz com que os médiuns fiquem isolados de toda e qualquer vibração negativa, tanto dele próprio como a de outro médium ou de espíritos. Os grupos que se seguem, fazem a anodização em harmonia, sem a participação do Comandante. Os comandantes conduzem o cortejo até o Reino Central, passando pelo Receptor de Olorum! Ponto central do triângulo azul, onde todos fazem a reverência.

No Reino Central (Simiromba! Obatalá! Olorum!), se posicionam o Regente Sol, Luz e Lua Sublimação. Um dos comandantes retorna com o Regente Lua até seu projetor, e vai ajudar no posicionamento dos médiuns que estão chegando, após fazerem a anodização. O outro comandante começa a posicionar os médiuns nos esquifes, a partir do Reino Central, distribuindo da melhor maneira mestres e ninfas, atendendo à situação do equilíbrio de forças e à Lei que manda maior concentração no triângulo amarelo, na força do Sol, ou, se estiver na regência da Lua cheia, no triângulo azul. O mestre/ninfa Sol fica de pé no Esquife, dentro da área limitada pela faixa vermelha, que posiciona o médium doutrinador na área de impregnação do esquife, enquanto o mestre/ninfa Lua deverá ficar de pé, diante do banquinho até que o mestre/ninfa Sol se deite no esquife. Terminada a arrumação dos médiuns na Estrela, um dos comandantes dá o sinal de ok positivo ao comandante que inicia o trabalho de Consagração dizendo: “Salve Deus!”.

Neste momento, os médiuns Doutrinadores que estão nos esquifes se dão as mãos entre si e formam a corrente magnética! Se não estiverem todos os esquifes ocupados, estendem os braços lateralmente, com as mãos espalmadas para frente. A partir dos projetores do primeiro Mestre Reino Central e do primeiro Mestre da Estrela Candente! A Amacê emana forças especiais Alufã e Cósmica Etérica após a emissão da Prece de Simiromba! Os mestres Lua se sentam nos banquinhos e os mestres Doutrinadores se deitam nos esquifes com seus plexos encostados nas cruzes e vão recebendo uma força Extracósmica diretamente da Amacê, provocando uma descarga de seus ectoplasmas sobre o esquife. Enquanto o Comandante "JANATÃ" emite a Prece de Sabá! Tia Neiva descreveu como uma grande massa, de um aspecto repugnante, se assemelhando a um gigantesco fígado, massa pegajosa, que fica bem em cima da cruz do esquife; quando ao término do mantra Hindu-Rei!

Os Doutrinadores se levantam é quando o Comandante pede que os Doutrinadores que se preparem para fazerem as puxadas! Uma nova Cassandra portando as forças Abaxualê e Cósmica Vital, começa atuar e espargir uma força fazendo com que aqueles espíritos sejam mergulhados naquela massa Ectoplasmática, enquanto absorvem as forças das doutrinas, para, depois, serem elevados pelas chaves de entrega do Doutrinador! Hó! Obatalá! Hó! Obatalá! Entrego neste instante mais esta "Ovelha para o Teu Redil"!

Note-se que as palavras da doutrina é uma "Chave"! São palavras iguais para todos os Doutrinadores, que a fazem conjunto com o comandante; para que o trabalho seja harmonioso e possam as forças agir equilibradamente, o que não aconteceria se cada mestre/ninfa Sol fizendo uma doutrina individualizada. Assim, a Amacê pode recolher, através da Elipse, aqueles espíritos terríveis, capazes de obsidiar e desequilibrar até milhares de pessoas encarnadas. Esses espíritos ao receberem as elevações cabalísticas pelos Doutrinadores na "Presença Divina de Ministros" são encaminhados de volta para Deus. Após as elevações, o mestre/ninfa Doutrinador/doutrinadora vão até o Apará, que já está irradiado pelo Povo das Águas, beija a sua mão suavemente e o ajuda a se levantar, voltando-se o Apará de frente para a água ficando o Doutrinador atrás, com seu plexo aberto.

O Comandante pede a presença do Povo de Cachoeira e das Sereias de Yemanjá e inicia emitindo o Hino das Ninfas, que é emitido duas vezes: na primeira vez é feita a manipulação das energias nas águas da Estrela; na segunda, o Apará se volta para o Doutrinador e a entidade manifestada lhe dá o passe e repondo a ele a carga Ectoplasmática que foi deixada no esquife. Após o passe, o Doutrinador pega com mão esquerda na mão direita do Apará voltando ele de frente para água e agradece a presença da entidade incorporada que em seguida desincorpora.

O Doutrinador volta a ficar de pé no esquife, faz uma breve reverência indiana em agradecimento ao Povo das Águas, se volta para o Apará, que se coloca à sua frente, de costas, o doutrinador lhe aplica o passe magnético. O Comandante encerra o trabalho, e os dois comandantes ajudam a formar o cortejo de encerramento: que parte do Reino Central "RADAR DA ESTRELA CANDENTE" com os Regentes, seguidos pelos médiuns Sol e Lua, na ordem em que estão dispostos nos esquifes, tendo ao final, os pacientes. O cortejo pára no Projetor de Olorum, onde a Regente Lua! Assume sua posição, e prossegue até sair da Estrela Candente. Os mestres ou ninfas devem evitar participar aponas, porque ficam sem a polarização física das forças. Quando houver mais de uma Consagração no mesmo horário, pelo acúmulo de mestres, não pode um médium trocar de par. Salve Deus!

Salve Deus Meus Filhos! “O dia 26 de agosto de 1976 já estava clareando quando consegui arrastar para a Estrela dois espíritos, ex-obsessores de terríveis vibrações, que já tinham se aninhado no subsolo do Hospital Distrital, se aliando aos cobradores para conturbar os enfermos. Às doze horas fui assistir à primeira Consagração da Estrela Candente. Tudo decorreu bem, até que, às três horas, uma avalanche de espíritos chegou com fúria, querendo o seu chefe. Fizemos uma Escalada ou uma Consagração Especial, e lá se foram todos! Salve Deus! É o que fazemos nas Escaladas.

Pensem filhos, na paz daqueles doentes após um trabalho como esse!” (Tia Neiva, s/d)· “Esta aula é a maior prova de tolerância e verdadeiro amor aos menos esclarecidos que Jesus nos deu. É a oportunidade de demonstrarmos a esses pobres e terríveis espíritos que, pela incompreensão, penetraram na nossa Estrela Candente, na ausência do Reino Central. Hoje, dia 20 de agosto de 1976, o que aconteceu: o nosso amor, as nossas vibrações, transformou em benefício toda aquela ira. Foram chamados para me destruir e nós os conduzimos a Deus, com todo o amor! Deus lhes paguem meus filhos!” (Tia Neiva, s/d)· “Mestres Luas, aparás, vejam a maravilha que está acontecendo naquela Estrela Candente! Uma maravilha deste século as Sereias! Elas não falam. Só emitem ectoplasma, só emitem Luz. Elas não vêm para orientar o Homem em sua conduta. Elas já encontram todos com uma conduta perfeita... Assim somos nós, aparás! (Tia Neiva, 27.6.76).

“A Estrela Candente é cabalística e, nela, nós nos libertamos. Libertamo-nos porque emitimos a nossa energia, e este ritual cabalístico nos conduz ao poder das Amacês e das Cassandras. (...) Sim, filho, vamos iniciar tudo o que Deus nos deu e com o que temos um compromisso! Sinta a Estrela Candente: aqui na Terra, é o maior trabalho de desobsessão cabalístico. Sim, filhos, algo para o que, hoje, meus filhos, já estão preparados!... (...) A Estrela Candente, com sua poderosa luz, paga o preço de sua Amacê, na responsabilidade de um ritual cabalístico que implica a força extraída de uma jornada no horário e da emissão de seus Comandantes. A jornada é o desenvolvimento do plexo na formação de uma seqüência com o Comandante na cabine; faz-se a preparação, o envolvimento com as Sereias e com o Povo das Cachoeiras; mais uma jornada, que é a revisão final; e, por último, os Esquifes, os Tronos, que são o resultado da cultura geral.” (Tia Neiva, .8.80).

Nos dois últimos parágrafos "A Clarividente!" Tia neiva relata dois episódios de trabalhos espirituais para conduzir espíritos tenebrosos para a "ESTRELA CANDENTE" e fazer com muito "AMOR" as suas libertações; e encaminha-los para Deus. Esses espíritos a exemplo dos perigosos "FALCÕES NEGROS"! Espíritos que atacam grandes centros governamentais e políticos e outros setores; tais como presídios, manicômios, hospitais e outros. Ficou bem esclarecido e sem qualquer sombra de dúvidas que a "Doutrina do Amanhecer" é um bem "Espiritual público, local, nacional, internacional, mundial e universal"! Aos Médiuns do VALE DO AMANHECER cabe tão somente cumprir as Leis Espirituais de "PAI SETA BRANCA"! Se dedicarem às suas missões com muito respeito e Amor! Deve amar ao próximo como a si mesmo e a Deus sobre todas as coisas! Esses são os missionários que aprenderam de verdade a amar e perdoar.

O Vale do Amanhecer tem um Líder Missionário que tudo nos dá para o cumprimento da nossa missão! Este é PAI SETA BRANCA! "O Grande Simiromba de Deus"! A Consagração de Estrela Candente é realizado a Céu Aberto! A exemplo os "Templos de Pytia e do Deus Apollo na Grécia! Para beneficiar aos médiuns participantes, pacientes, espíritos desencarnados e finalmente às pessoas e lugares que forem mentalizados! As Leis Espirituais foram confiadas à Pai João de Enoque! Que inclusive é o Executivo da Doutrina de Pai Seta Branca! Que incorporado na Clarividente as ditou ao primeiro Mestre Jaguar! O Executivo do Oráculo de Koatay 108! A Clarividente Tia Neiva. Salve Deus.

 

O  T E M P L O  D O  A M A N H E C E R!

 

https://aspirantevalelasaro.no.comunidades.net/templo-do-amanhecer-o-oraculo-de-koatay-108

topo